sábado, 31 de agosto de 2013

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Crônica do Dia - Sugiro um programa: o "Menos Políticos" - Ruth de Aquino

Como o governo Dilma anunciou estrepitosamente os programas Mais Médicos e Mais Professores para resolver nossas sérias deficiências na Saúde e na Educação, deixo aqui minha contribuição para o PT ganhar votos nas eleições: um programa ambicioso, apoiado em quatro vertentes – Menos Ministros, Menos Senadores, Menos Deputados, Menos Vereadores. Todos agrupados sob uma mesma sigla: MP, de Menos Políticos.
           
 

domingo, 18 de agosto de 2013

Sugestão de filme: MEU PÉ DE LARANJA LIMA


http://catracalivre.com.br/wp-content/uploads/2013/04/meu-pe-de-laranja-lima.jpg

Sinopse
Zezé (João Guilherme de Ávila) é um garoto de oito anos que, apesar de levado, tem um bom coração.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Te Contei, não ? - O Brasil que tortura

O Brasil que tortura

A história dos rapazes agredidos para confessar a morte de uma adolescente no Paraná não é um caso isolado. Segundo a ONU e a Secretaria Nacional de Direitos Humanos, espancamentos, choques elétricos e pau de arara são corriqueiros nas delegacias do País

Nathalia Ziemkiewicz e Laura Daudén

Te Contei, não ? - A maior vitória contra a Síndrome de Down

A maior vitória contra a Síndrome de Down

Pela primeira vez, cientistas conseguem desativar o cromossomo extra responsável pela doença. O feito histórico deverá permitir a criação de tratamentos de alguns dos danos físicos e mentais causados pela síndrome

Natália Mestre

Entrevista - Ariano Suassuna - " A tarefa de viver é dura, mas fascinante"

Maurício Meireles 
Publicado:

Suassuna escreve romance desde 1981 e diz faltar muito para o fim
Foto: Foto Leo Martins
Suassuna escreve romance desde 1981 e diz faltar muito para o fim Foto Leo Martins

Crônicas do Dia - O papel dos museus

Em todo o mundo, museus desempenham papel fundamental na revitalização urbana e no desenvolvimento social e econômico de importantes cidades, que apresentam incríveis histórias de “antes” e “depois” de seus museus. O Guggenheim Bilbao é um dos casos mais emblemáticos, com dados impressionantes que evidenciam o museu como catalisador de transformação, como, por exemplo, ter gerado um retorno para a economia local seis vezes maior (500 milhões de euros) sobre o valor investido na construção do museu (84 milhões de euros), apenas três anos após a inauguração.

Crônicas do Dia - Por que sim e por que não - Zuenir Ventura

Zuenir Ventura, O Globo

Crônicas - Depois de Francisco, tudo igual

E as autoridades? Fizeram aquela cara que sempre fazem, abatidos, chocados. Tudo da boca pra fora, como sempre

Editorial - Fraudes e incompetência atrasam Educação

Da gestão Fernando Henrique Cardoso, passando pela Era Lula, até Dilma Rousseff são, grosso modo, quase duas décadas em que a Educação é um assunto prioritário do Executivo federal. Pode-se entender que, com acerto, o tema passou a ser uma preocupação de Estado.

Crônica do Dia - O inferno de Dante e o de Dirceu

Nelson Motta, O Globo

Crônica do Dia - Lições de Francisco -

Luiz Garcia, O Globo

sábado, 10 de agosto de 2013

Vale a pena assistir - Modernismo - Prosa Regionalista


Vale a pena assistir - A Poesia do Modernismo



Te Contei, não ? - O Regionalismo Nordestino em O Quiinze de Rachel de Queiroz

REGIONALISMO NORDESTINO EM O QUINZE DE RACHEL DE QUEIROZ
        

Vale a pena assistir - Os Lusíadas


Canções de Chico - Tatuagem

Tatuagem     
 

Canções de Chico - Olhos nos Olhos

Olhos nos olhos (1976)
                   
 
Composição: Chico Buarque de Hollanda 

Contanto o Conto - Assalto ao Banco Sintático

Assalto ao Banco Sintático

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Resenhando - Um gênio do samba

Um gênio do samba

Com fotos e manuscritos inéditos, nova biografia de Cartola retrata sua trajetória acidentada e seu notável talento

Eliane Lobato

Te Contei, não ? - Adoção sem fronteiras

Adoção sem fronteiras

Os brasileiros começam a superar os preconceitos e aceitar crianças que estavam fadadas a crescer em abrigos: negras, mais velhas e com necessidades especiais

Laura Daudén

Te Contei, não ? - Nascimento da Tragédia

Nascimento da tragédia

"Os Persas", de Ésquilo, foi encenada pela primeira vez há 2.500 anos e é considerada a peça teatral mais antiga que se conhece

por Ivan Claudio e Aina Pinto

Resenhando - Inferno que não é de Dante

Uma década após o estouro de "O Código Da Vinci", Dan Brown lança "Inferno" tendo como inspiração o autor Dante Alighieri. Agora, o cenário do mistério são as passagens secretas de Florença e suas obras renascentistas

Ivan Claudio

Te Contei, não ? - Ataque contra o câncer

Equipes integradas por especialistas de diversas áreas e novas drogas que impedem o crescimento dos tumores elevam as chances de cura a um patamar inédito. E isso só foi possível quando se descobriu que a doença é muito mais complexa do que se sabia

Mônica Tarantino e Monique Oliveira

Te Contei, não ? - O Brasil precisa de médicos ?

Governo decide trazer seis mil profissionais de saúde cubanos para as áreas mais remotas do País, onde, apesar dos salários mais altos, brasileiros não querem se estabelecer. As associações médicas reclamam que isso não é a solução

Nathalia Ziemkiewicz

Artigo de Opinião - O Maracanã não é mais para pobres

O ingresso mais barato no jogo entre Botafogo e Flamengo custou R$ 100

Editorial - Enfim, questão de saúde

O Estado é laico, mas grupos religiosos exercem enorme influência em questões práticas que nada têm a ver com credos

Resenhando - Amigo é para essas coisas




Em Marley & Eu, adaptado do best-seller de John Grogan,
o homem é o melhor amigo do cão – um labrador alegre
e amoroso, mas de hábitos destruidores
e temperamento incontrolável
 

Te Contei, não ? - Sob longa ( e difícil ) exposição

Flávia Milhorance
Publicado:

A maior parte das fotografias de Luiz Alberto Guimarães enquanto sofria crises de pânico foi feita no muro da casa da mãe
Foto: Fabio Seixo
A maior parte das fotografias de Luiz Alberto Guimarães enquanto sofria crises de pânico foi feita no muro da casa da mãe Fabio Seixo

Te Contei, não ? - Manifestações: diálogo é a melhor arma

Renata Leite
Publicado:

Andrade é observado por um manifestante mascarado -
Foto: Marcelo Piu / Agência O Globo
Andrade é observado por um manifestante mascarado - Marcelo Piu / Agência O Globo

Crônica do Dia - Se eu fosse Deus

Personalidade - Bruno Ferreira Teles - De super - herói de mentirinha a perigoso incendiário

Elenilce Bottari 
Publicado:  
 
 

sábado, 3 de agosto de 2013

Te Contei, não ? - A história das charges no Brasil e no mundo

 

                                             
Primeira charge do Brasil | Reprodução
 
 
Das estampas nas paredes até o acesso pela internet. Confira a história da charge no Brasil e no mundo
Maria Garcia
 
 

Te Contei, não ? - 8 músicas que marcaram a História

Por Maria Gomes
COLABORAÇÃO PARA A SUPERINTERESSANTE

Te Contei, não ? - Os Jesuítas contra - atacam

A Companhia de Jesus foi usada para conter a Reforma Protestante e propagar a fé cristã. Acabou se espalhando nos quatro cantos do mundo, foi perseguida e banida - mas resistiu. E só agora, quase cinco séculos depois, alcançou o cargo mais alto da Igreja.

por Reportagem: Rodrigo Cavalcante Edição: Karin Hueck

Artigo de Opinião - "Mais Médicos" precisa de debate - Jandira Feghali

'Esta reformulação exige diálogo, parceria, e o governo reconheceu isto agora'

    
O Dia

Artigo de Opinião - Dominguinhos no 7 º Dia - Ricardo Cravo Albin

dominguinhos

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Artigo de Opinião - Onde está o Amarildo ? - João Batista Damasceno

Desaparecimento das vítimas é herança do regime militar para as polícias

     
O Dia

Te Contei, não ? - Reprovados na qualidade

Publicado:
 
 
 

Te Contei, não ? - O Woodstock da fé

 

Os peregrinos da Jornada Mundial da Juventude dividem sua devoção entre a religião, as festas, os shows e a vida mundana carioca

por Caio Barreto Briso e Ernesto Neves | 31 de Julho de 2013

Te Contei, não ? - Pecado Capital

Destruída por um incêndio ocorrido há dois anos, a capela da UFRJ, no câmpus da Praia Vermelha, ainda espera pelo início das obras de recuperação

por Letícia Pimenta | 20 de Março de 2013

Te Contei, não ? - Segredos para a vida a dois dar certo

 

Pare de procurar o par perfeito, ele não existe. Saiba como se virar com um parceiro normal, de carne e osso, e ser feliz para sempre

 

 

Crônica do Dia - O Michelangelo de cada um - Martha Medeiros

ZERO HORA - 05/05

Te Contei, não ? - ABL reage às críticas ao acordo

Ortografia

 

Para imortal da Academia, adiamento da obrigatoriedade da reforma ortográfica é "lamentável" e protestos, "inconsistentes"

Por Evanildo Bechara

          

Te Contei, não ? - Presidente ou Presidenta ?

Lei, tradição do idioma e visão de mundo entram em conflito na definição do termo a ser usado para referir-se a Dilma Rousseff

Luiz Costa Pereira Junior

          

Te Contei, não ? - De matuto a mito

Luizgonzaga02
 
Por Tárik de Souza
 

Crônica do Dia - Vladimir Herzog e a vioência contra jornalistas

Pouco antes de ser assassinado por torturadores no Doi-Codi, em São Paulo, em 25 de outubro de 1975, o então diretor de jornalismo da TV Cultura, Vladimir Herzog, de 38 anos, foi vítima de uma pequena campanha difamatória nas páginas da imprensa. Exigiam que ele fosse, no mínimo, preso e silenciado. Antes de morrer, sofreu o que podemos chamar de violência simbólica. Que, na época, não pôde ser estancada.

Crônica do Dia - Vida de artista - Walcyr Carrasco

Muita gente me pergunta como é a vida de um escritor. Quando conto, provoco decepção. É uma rotina chata. Só consigo escrever de noite. Isso pode parecer charmoso. Tente viver comigo! Imagine não sair, quase nunca. Não jantar fora, evitar cinema, pouco ir ao teatro, não aceitar convites para festas e reuniões de amigos. Começo a escrever no início da noite e só termino de madrugada. Os amigos, é claro, não entendem.

Te Contei, não ? - Um nono olhar para a mente das crianças

Os cientistas já decifram com precisão os mecanismos de transtornos infantis como o déficit de atenção e a hiperatividade. E um fascinante caminho para tratamentos que conduzam mais rapidamente a uma vida normal e feliz.
 
 
 
Revista Veja - por Gabrila Carelli e Carlos Giffoni

Te Contei, não ? - O paraíso de Brown

Em Inferno, seu sexto romance, Dan Brown repete a fórmula que o consagrou como um best-seller mundial- mas nem por isso quem gosta de entretenimento vai se decepcionar
 

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Você já foi lá ?

 
Museu da Língua Portuguesa

Vale a pena assistir - As mil e uma noites


Vale a pena assistir - Dom Quixote de La Mancha













É Bom assistir - Luís de Camôes - Os Lusíadas


Te Contei, não ? - Modernismo - A Prosa Regionalista

       

Te Contei, não ? - O Quinze - Um romance que não envelheceu

 
                                                                        
 
 
Adolfo Casais Monteiro
 
 

Te Contei, não ? - A seca e a narrativa do trágico em O Quinze de Rachel de Queiroz

Revista Garrafa 24
 
 
 

ISSN 1809-2586
maio-agosto de 2011
 
 
A seca e a narrativa do trágico em O Quinze de Rachel de Queiroz

Personalidades - Rachel de Queiroz

Rachel de Queiroz


                                                                                   


            "[...] tento, com a maior insistência, embora com tão
precário resultado (como se tornou evidente), incorporar
a linguagem que falo e escuto no meu ambiente nativo à
língua com que ganho a vida nas folhas impressas.  Não
que o faça por novidade, apenas por necessidade.
Meu parente José de Alencar quase um século atrás vivia
brigando por isso e fez escola."


Crônica do Dia - Conflito de gerações - Paulo Guedes

Paulo Guedes, O Globo
“Jovens nas ruas”, anunciava O GLOBO em sua primeira página do caderno de Economia da última quinta-feira. Era uma clara alusão ao protagonismo da juventude nas recentes manifestações. Mas era implacável o título completo: “Jovens nas ruas. No olho da rua”. Pois a verdadeira notícia foi “o aumento do desemprego entre os jovens de 16 a 24 anos, de 14,6% para 15,3%, mais do que o dobro dos 6% registrados para a média de todas as idades.”
O desemprego entre os jovens é muito alto e não para de subir. Sem legislação trabalhista, sem encargos sociais e previdenciários sobre a mão de obra, 3,5 bilhões de eurasianos mergulharam nos mercados de trabalho globais, condenando ao desemprego em massa os países com mercados de trabalho inflexíveis. Uma verdadeira guerra mundial por empregos.
O problema é mais agudo em economias prisioneiras da armadilha social-democrata do baixo crescimento. Regimes previdenciários irrealistas, legislações trabalhistas inadequadas e organizações sindicais anacrônicas derrubaram o crescimento, aumentaram o desemprego e marginalizaram toda uma geração ao impedir o acesso de jovens pouco experientes aos mercados de trabalho.
Na Europa, ficou conhecido como “euroesclerose” o fenômeno do baixo crescimento e da incapacidade crônica de geração de empregos nas décadas anteriores à criação do euro. Sim, pasme o leitor, pois os males atuais são todos atribuídos à nova moeda.
Na Grécia, em Portugal e na Espanha, as taxas de desemprego entre os jovens estão em torno dos 50% — metade dos jovens não tem futuro. No Brasil, com encargos sociais e trabalhistas de quase 100% dos salários, um emprego é destruído para cada emprego criado.
Os jovens sem futuro são vítimas de instituições inadequadas. Justamente indignados, devem perguntar a seus pais por que as “garantias” trabalhistas e previdenciárias outorgadas a si próprios pelos membros das gerações mais velhas destruíram a capacidade de geração de empregos para os mais jovens. Afinal, herdam de seus pais não apenas valores morais e bens materiais, mas também seus países e suas instituições.
O conflito entre as gerações aumenta quando a juventude é ameaçada pelo despreparo, pelo egoísmo, pela irresponsabilidade e pela desatenção dos mais velhos e pelo seu legado institucional.

Te Contei, não ? - La Belle Époque

1890 a 1914 – “ La Belle Époque”

Te Contei, não ? - La Belle Époque

                
 
A Belle Époque é normalmente compreendida como um momento na trajetória histórica francesa que teve seu início no final do século XIX, mais ou menos por volta de 1880, e se estendeu até a eclosão da Primeira Guerra Mundial, em 1914. Mas, na verdade, não é possível demarcar tão rigorosamente seus limites, uma vez que ela é mais um estado espiritual do que algo mais preciso e concreto.

Artigo de Opinião - A política indigenista - Outra Opinião - Lei e interesses

OUTRA OPINIÃO - ORLANDO VILLAS BÔAS FILHO
 
 
Publicado:

Artigo de Opinião - A política indigenista - Nossa Opinião - Equilibrio e mediação

NOSSA OPINIÃO
 

Te Contei, não ? - Feira das Ciências - Colégio Ativo - 2013

 
 
Alunos do Ensino Fundamental Realizaram Várias Exposições Sobre Temas Distintos
 
 
 
   Em 28 de Junho,em uma sexta-feira,ocorreu a Feira de Ciências do Colégio Ativo,em Macaé,no estado do Rio de Janeiro.
 
   No evento,todas as turmas do sexto ao nono ano realizaram uma exposição diferente sobre determinada matéria,totalizando 18 estandes.
 
   As duas turmas do oitavo ano (801 e 802), fizeram uma exposição sobre a África,com os professores de Português, de Geografia e a professora de Educação Artística. Na exposição, os alunos refizeram os quadros do artista Debret, além de também terem pintado os deuses africanos, e realizaram apresentações  escritores e a geografia africana.
 
   Uma pequena parte do oitavo ano que decidiu não ficar na parte dá África, trabalhou em Inglês, realizando um mini teatro sobre a Família Addams, com slides e danças.
 
   As turmas do sexto e sétimo ano estavam fazendo uma exposição sobre as regiões do Brasil e suas biodiversidades, climas, pratos, etc.
 
   Uma parte do nono ano estava fazendo sua exposição sobre experiências de Física,como a introdução do micro e macro universos,a primeira lei de   Newtown, efeito estufa, sistema solar e energia eólica.
 
   Outra parte do sexto e sétimo ano fez cartazes, desenhos e um teatro sobre grandes matemáticos, como:  Einstein,Pitágoras e Gauss.
 
  Já uma pequena parte de oitavo ano, mostrando as estatísticas matemáticas sobre as informações da nossa Olimpíada, pois ano que vem, eles serão os líderes das equipes.
 
   Na parte de Ciências, misturaram alunos do sexto, falando sobre fósseis, do sétimo, sobre fermentação e do oitavo sobre DNA.
 
   De novo outros alunos do nono ano fizeram sua exposição sobre Chico Buarque. Um verdadeiro encontro com ele mesmo praticamente!
 
 
 
Contribuição de Matheus Taranto e Rafael Negreiros